Skip to main content

Mapas Culturais são discutidos no Encontro de Gestores e Desenvolvedores promovidos pelo iTIM, MinC e SEC SP

 

Cerca de 70 participantes se reuniram no IV Encontro de Gestores e no III Encontro de Desenvolvedores de Mapas Culturais, eventos que aconteceram em 29 e 30 de março de 2017.

O Instituto TIM e o MinC, em parceria com a Secretaria da Cultura do Estado de SP, promoveram o evento para discutir o cenário dos Mapas no SNIIC (Sistema Nacional de Informações e Indicadores Culturais) e falar das perspectivas para o futuro.

(em post anterior a Sonar explicou o processo de reestruturação do SNIIC e a adoção da plataforma Mapas Culturais)

Participaram do evento o então secretário estadual da Cultura de São Paulo, José Roberto Sadek, o secretário executivo do MinC, João Batista Moraes de Andrade, e pelo presidente do Instituto TIM, Manoel Horacio.

Dois eventos simultâneos aconteceram no Encontro: um voltado para gestores públicos e pesquisadores em políticas culturais; e outro para desenvolvedores de sistemas das plataformas digitais.

No Encontro de Desenvolvedores os participantes conversaram sobre os aspectos técnicos da plataforma, como autenticação, customização e a construção de novas funcionalidades.

Já no Encontro de Gestores e Pesquisadores os profissionais discutiram desde experiências com a plataforma nos municípios, passando pelas novidades dos sistemas, até a criação de indicadores culturais a partir do uso da plataforma.

Participaram das mesas de discussão no Encontro de Gestores o coordenador-geral de Estatísticas e Indicadores da Cultura do MinC, Luiz Antonio Gouveia de Oliveira; o coordenador-geral de Infraestrutura Tecnológica do MinC, Nitai Silva; a museóloga do Instituto Brasileiro de Museus Alessandra do Carmo Garcia; a coordenadora de Comunicação e Imprensa da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, Renata Beltrão; a coordenadora de Monitoramento e Avaliação da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, Claudinéli Moreira Ramos; a assessora de Governança Digital da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, Gecíola Fonseca; a assessora de Comunicação da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo Giovanna Longo; a pesquisadora Daniela Ribas; a pesquisadora da Universidade Federal do ABC Ana Mesquita; o desenvolvedor Ander Pires, que trabalha com Mapas Culturais no estado de São Paulo; e representantes da equipe e da rede de desenvolvedores de Mapas Culturais. (Fonte: Instituto TIM)

Dani Ribas, diretora da Sonar, compôs mesa juntamente com Ana Mesquita, pesquisadora da UFABC, para falar da Rede Articuladora de Informações Culturais. A RAIC é um fórum que articula pessoas e instituições que trabalham com a geração e análise de informações culturais, com o objetivo de reunir, desenvolver e compartilhar dados, padrões, metodologias e ferramentas para a gestão de informações culturais. Para Dani Ribas,

 

“o encontro teve como ponto positivo a possibilidade de troca entre gestores que operam a política cultural e desenvolvedores de uma das principais ferramentas de gestão na área. E a participação de pesquisadores foi outro ponto forte, pois permite a reflexão sobre esses processos contemporâneos mediados pela tecnologia. O GT Glossário (MinC/UFG) está trabalhando para finalizar a primeira versão da Ontologia da Gestão Cultural, o que vai tornar os Mapas interoperáveis entre si. Isso vai ser não apenas a consolidação de uma política de estado estruturante para a cultura (que vem sendo trabalhada desde pelo menos 2013), como um processo de construção participativa de uma política de extremo interesse científico para o campo de estudos da política pública. Fico feliz em poder contribuir com este duplo processo”.

Foto Mesa RAIC

(Mesa 6: Rede Articuladora de Informações Culturais, com Dani Ribas e Ana Mesquita. Cred.: iTIM)

 

 

Veja como esse encontro contribui para a Meta no. 2 do Plano Nacional de Cultura.

 

Consulte aqui para saber quais Estados e Municípios já adotaram a plataforma Mapas Culturais como ferramenta de gestão. Cadastre-se na plataforma do seu Município ou Estado.

 

Saiba mais sobre o processo de reestruturação do SNIIC e a adoção da plataforma Mapas Culturais.

 

Veja também a cobertura do evento no site do iTIM.

 

 

Abaixo a programação das mesas:

 

Programação IV Encontro Gestores Mapas Culturais Março2017 SEC


foto participantes

(Foto do encerramento dos dois Encontros. Acima o de Desenvolvedores, e abaixo o de Gestores. Cred.: iTIM)

One thought to “Mapas Culturais são discutidos no Encontro de Gestores e Desenvolvedores promovidos pelo iTIM, MinC e SEC SP”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *