Skip to main content

Por que nós ouvimos música e nos interessamos pela vida dos artistas?

Por que nós ouvimos música? E por que nós nos interessamos pela vida e carreira dos artistas?

Dani Ribas explica no post abaixo qual é o raciocínio que explica o interesse coletivo pela música, e como artistas devem usar essa interpretação para construir a relação com o público.

Essa pode parecer uma questão filosófica separada do universo da gestão de carreiras e do business. Mas garanto que isso está no cerne de todo o negócio da música hoje.

Tudo o que a humanidade construiu é porque somos “seres gregários”. Ou seja, não conseguimos viver isolados. Somos coletivos, mesmo que os processos econômicos ao longo da história tenham nos tornado indivíduos consumidores. O outro é nosso espelho, e construímos nossa identidade olhando o outro.

A música hoje é o cerne desse processo. Artistas são artífices dessa construção coletiva. Consumimos suas músicas para nos relacionarmos com as ideias do outro, para descobrirmos novas possibilidades de nós mesmos. E além da obra, consumimos também sua vida, onde se reforçam na prática os significados cunhados pela sua arte.

E assim vamos atribuindo novos sentidos à nossa existência: olhando o outro para entendermos melhor quem somos. São esses processos que nos guiam enquanto coletividade. É assim que atribuímos sentidos diversos às coisas. É assim que construímos o edifício da civilização humana. Nossa COMUNIDADE.

E se você, artista, decifra quais são os princípios que regem esta relação – que está na base do consumo musical – você consegue se conectar com seu público de forma tão orgânica que não será difícil obter relevância diante de uma base de fãs cada vez maior. Pois as pessoas NUNCA param de elaborar os sentidos de sua própria existência, e é por isso que elas precisam de arte. Artista: é por isso que elas precisam de você e você delas.

Indo por esse caminho, escrevi um mestrado e um doutorado sobre o assunto, com ênfase em música brasileira. São mais de 20 anos de dedicação ao tema.

E hoje compartilho esse conhecimento de forma prática e objetiva com alunos e clientes de consultorias. Desenvolvi 12 ferramentas que fazem um estudo completo do projeto artístico correlacionando-o a um estudo qualitativo de público e de nicho.

Quer conhecer? Se inscreve no curso “Estratégias de Carreira: o Raio-X do projeto artístico” no Music Rio Academy. Ou, se quiser realmente uma especialista no assunto te ajudando com sua carreira, venha conhecer meu trabalho de consultoria.