Skip to main content

3a Oficina do GT Glossário da Cultura começa a desenhar os primeiros termos da Ontologia

Acervo_Shigeaki_Alves_IMG_4470

(Foto: Shigeaki Alves)

Em post anterior a Sonar Cultural explicou como o trabalho do GT Glossário da Cultura vai criar uma Ontologia da Gestão Cultural e como ela vai otimizar a produção de dados e indicadores no âmbito do SNIIC – Sistema Nacional de Informações e Indicadores Culturais.

1a Oficina do GT Glossário da Cultura aconteceu em 25 e 26/02/2016. Confira os destaques aqui.

2a Oficina aconteceu em 12 e 13/04/2016. Confira os destaques aqui.

A 3a Oficina aconteceu em 05 e 06/07/2016, e os destaques estão abaixo.

 

Objetivos

A partir da definição do escopo da Ontologia (trabalho realizado na 1a Oficina) e do mapeamento de diferentes fontes de informação e da possibilidade de reutilização de trabalhos anteriores (trabalho realizado na 2a Oficina), nesta etapa partimos para a priorização e escolha efetiva dentre todos os termos candidatos de quais serão efetivamente levados em consideração pela ontologia e que serão os elementos estruturantes da representação da informação e conhecimento a que a ontologia se propõe. Termos acabam sendo descartados, termos podem ser priorizados e termos novos podem surgir, sendo aqui uma etapa de intenso trabalho colaborativo, diálogo e participação. É também nessa etapa que os termos escolhidos precisam ser definidos, constituindo uma descrição mínima do seu significado.

Em depoimento a Paulo Zab, que é um dos representantes do CNPC no GT, o  Coordenador Geral do SNIIC Leonardo Germani afirmou que este grupo está seguindo uma metodologia baseada no modelo de Stanford e que possui uma série de etapas a serem realizadas em grupo.

No começo fizemos uma reunião para definir o escopo da ontologia, para que serve e quais são os objetivos que queremos atingir, ou seja, definiu-se qual seria o campo de atuação desta ontologia. Na segunda reunião, fizemos uma avaliação para conhecer outras ontologias, dicionários e taxonomias que são utilizados e verificamos o que poderia ser aproveitado no nosso trabalho. E agora na terceira reunião, começamos a desenhar a ontologia de fato“.

Fonte: SNIIC

 

Resultados

Para o Prof. Dalton Martins da UFG, responsável pelo projeto, já houve progressos técnicos importantes:

Especificamente neste terceiro encontro chegamos ao resultado de já conseguir nomear as principais classes que irão compor esta Ontologia de base, que já é um resultado bastante satisfatório“.

Fonte: SNIIC

Para além dos resultados técnicos, devem ser ressaltados também outros progressos.

Dani Ribas observa que o grupo está mais envolvido e capacitado para o trabalho, o que tem impacto sobre a efetividade da metodologia colaborativa e participativa adotada. O processo participativo (que envolve técnicos em TI, especialistas e sociedade civil) consolida a percepção do grupo de que esta iniciativa faz parte da construção de uma política de estado para a cultura, representando ganhos nas áreas dos direitos culturais e do controle social:

Considerando que as pessoas que estão aqui não são da área de TI, após esta 3a Oficina houve um entendimento de que se trata de um trabalho técnico, supra partidário de uma política estruturante de estado e não de governo, ou seja, uma política pública. Nesta terceira reunião veio este entendimento entre os participantes de que temos a responsabilidade de levar adiante este trabalho, independentemente das sazonalidades e intermitências do contexto político nacional”.

Fonte: SNIIC

Confira também o Relatório da III Reunião do GT.

 

Participantes

Membros da Comissão SNIIC/servidores MinC e Entidades Vinculadas: Bruno Henrique Rodrigues de Melo, Gisele Dupin, Jessica de Freitas Afonso, Letícia Krauss, Luciana Grings, Christiane Neves, Rose Miranda, Simone Hastenreiter, Jorge Luiz Miguel, Luis Guilherme Alho Batista, Rafaela Gomes Gueiros Rodrigues de Lima, Miriam Araújo, Francisco Leme da Silva, Débora Peres, Cristiane Moura, Verena Castro, Priscila Dorneles , Leonardo Germani, Renato Schattan, Nitai Bezerra.

Representantes indicados pelo Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura: Claudinéli Moreira Ramos, Fernanda Matos.

Representantes indicados pelo Fórum dos Secretários e Dirigentes de Cultura das Capitais e Regiões Metropolitanas

Representantes da sociedade civil indicados pelo CNPC: Daniela Ribas Ghezzi; Diego Barbosa da Silva; Elisa Campos Machado, Paulo Rômulo Ramos, Shigeaki Alves, Alexandre De Mello Cavalcanti Júnior.

Universidade Federal de Goiás (UFG): Dalton Martins.

Convidados: Anahi Rocha Silva (Unesp/Marília); Juliana Doretto (Cetic).

(Confira a lista de presença aqui)

 

Materiais e Links

Materiais da reunião:
Post e cobertura no blog do SNIIC
Apresentação Cenários de Aplicação de ontologias
Relatório da III Reunião do GT

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *