Skip to main content

Curso Consumo de Música, Lógica Cultural Contemporânea e Desenvolvimento de Audiências no SESC São Paulo

(foto: ShonEjai)

 

 

Lançado oficialmente em Palma de Mallorca durante a FiraB!, mercado profissional de música e artes cênicas das Ilhas Baleares (Espanha), o workshop Construyendo Audiencias con Análisis de Datos chega ao Brasil, em edição completa na FESP (20h) e versão pocket no CPF/SESC São Paulo (8h).

 

 

O curso apresenta ferramentas teóricas e práticas para que artistas e demais profissionais da área da música possam utilizar dados para desenvolver audiências maiores e mais engajadas.

Desde a chegada das plataformas de streaming (Youtube, Deezer, Spotify, Apple) e a popularização dos smartfones com acesso à internet móvel, o consumo musical transformou-se radicalmente em todo o mundo. A indústria musical, assim como artistas e suas equipes, foram obrigados a se adaptar a uma nova realidade que ainda não se acomodou plenamente. A inserção de faixas musicais em playlists populares, o número de plays de cada faixa, assim como o número de seguidores e ouvintes mensais dos artistas, passaram a ser métricas que não podem ser desprezadas na gestão de uma carreira artística.

Nesse cenário, duas questões emergem em relação à forma como se escuta música hoje:

  • como interpretar o consumo musical na era do streaming?
  • como utilizar o Big Data gerado pelas plataformas digitais para o desenvolvimento de novos públicos?

Tentando responder a estas questões, o curso oferece ferramentas teóricas e práticas para que artistas e demais profissionais da área da música possam utilizar dados para desenvolver audiências maiores e mais engajadas.

 

 

 

Conteúdo

 

O Bloco I, ministrado em português, explica as chaves de interpretação utilizadas pelos especialistas em tendências, com especial destaque à Sociologia da Cultura e das Práticas Culturais. Também fornece números sobre o mercado brasileiro (gêneros preferidos por variável socioeconômica) e como usar essas informações para entender a demanda por produtos musicais – úteis para pensar na relevância artística e em como colocar obras musicais em circulação. Também explora as relações entre artistas, ambiências sonoras, marcas e playlists. E utilizando plataformas web interativas, apresenta a relação entre gêneros musicais para que se possa criar comunidades de interesse e ativar a fan-base do artista. Apresenta ainda ferramentas práticas de planejamento estratégico para projetos artísticos.

O Bloco II, ministrado em espanhol com assistência em português, apresenta a lógica atual da distribuição em ambiente digital e oferece dicas para a construção de uma estratégia eficiente nesse ambiente, desde a escolha do agregador, lógica de lançamentos, até a otimização do perfil de artista nas plataformas. Também explica como extrair melhores resultados da ferramenta Spotify for Artists e outras plataformas.

 

 

Os alunos terão elementos para interpretar melhor a relação de sua obra artística com seu público nativo, para ampliar o alcance de sua audiência, e para traçar uma estratégia qualificada e eficiente para a atuação em ambiente digital.

 

 

Professores:

 

Dani Ribas

Doutora em Sociologia (UNICAMP, 2011). É Especialista em Gestão e Políticas Culturais pela Universidade de Girona (Espanha). É Diretora da Sonar Cultural – Consultoria e Pesquisa em Gestão Cultural. É Diretora de Pesquisa do DATA SIM, núcleo de pesquisa da Semana Internacional de Música de São Paulo – SIM São Paulo. É membro do Conselho Consultivo da SIM São Paulo desde 2015. Foi consultora da UNESCO no projeto “Levantamento Socio-produtivo da Música do Distrito Federal” (2018), e também do Mercosul Cultural no projeto “Plataforma de Mapeamento de Residências Artísticas do Mercosul”. Desenvolveu pesquisa com o IPEA no projeto “Políticas públicas, economia criativa e da cultura” (2018). Leciona cursos na área de Gestão Cultural e Políticas Públicas na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESP-SP) e na UNICAMP.

 

Saúl Cabrera

Saúl Cabrera é Economista e Especialista em Gestão de Negócios e Planejamento Estratégico, com foco em internacionalização. Atua na indústria da música há mais de cinco anos coordenando o desenvolvimento do mercado da agregadora digital EmuBands para os países de língua espanhola. Especializado no campo jurídico e tributário da distribuição digital, ele combina suas funções de gestão e consultoria para gravadoras e artistas nessas questões. Dedicou grande parte da sua vida profissional à coordenação de projetos de PD&I e internacionalização para entidades públicas espanholas (MICCIN, CDTI, ICEX) e europeias, assim como para entidades privadas. Atualmente, ele também co-dirige a Eurotrópico, uma empresa espanhola composta por vários profissionais independentes e uma extensa rede de colaboradores cujo objetivo é oferecer a artistas e gravadoras serviços especializados e totalmente personalizados, desde consultoria de desenvolvimento até reservas internacionais em países europeus.

 

 

Serviço:

 

Datas: 10, 12 e 13/12/2019, Terça, Quinta e Sexta, das 19h às 21h30.

Inscrições (a partir de 28/11 às 14h), no site: https://centrodepesquisaeformacao.sescsp.org.br/atividade/consumo-de-musica-logica-cultural-e-desenvolvimento-de-audiencias

Valores: R$ 15,00 (credencial plena) / R$ 25,00 (60+, estudantes e professores) / R$ 50,00 (inteira)

Local: CPF-SESC – Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – 4º andar, Bela Vista – São Paulo.

 

 

* As inscrições pela internet podem ser realizadas até um dia antes do início da atividade. Após esse período, caso ainda haja vagas, é possível se inscrever pessoalmente em todas as unidades. Após o início da atividade não é possível realizar inscrição. O cadastro é pessoal e intransferível.

** Se você necessita de recursos de acessibilidade, como tradução em Libras, audiodescrição, entre outros, solicite por e-mail ou telefone, com até 48 horas de antecedência do início da atividade. centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br / 11 3254-5600